SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Crise

Add To Any

Com gasolina em alta, Rio vê onda de fechamento de postos de combustíveis.

Em meio à alta da gasolina, o motorista carioca está precisando dirigir mais para abastecer. Já chega a 162 o número de postos de combustíveis fechados na cidade desde 2009, e a crise no setor não poupou nem mesmo o da BR que ficava a menos de 200 metros do prédio da Petrobras no Maracanã.
Para Maria Aparecida Siuffo Schneider, presidente do sindicato dos donos de postos do Rio, o Sindcomb, o fechamento de tantos estabelecimentos se deve aos altos preços dos combustíveis e à sonegação de impostos. Ela lembra que, só este ano, a gasolina subiu 31% nas bombas, e lamenta que seu ICMS seja o mais alto do país (34%).

"Tudo isso estimula a sonegação e a entrada de produto sem nota fiscal. Para os postos que trabalham honestamente, os baixos volumes de venda e os altos custos da atividade acabam por inviabilizar o negócio", afirma Maria Aparecida.

O GLOBO – COLUNA ANCELMO GOIS

 

Fontes de Notícias :