SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Tolerância zero para boca de urna no Rio

Eleitor não poderá usar camiseta de apoio a candidatos na hora de votar

Em reunião ontem com juízes eleitorais e chefes de cartório, o presidente do Tribunal Eleitoral Regional do Rio, desembargador Luiz Zveiter, afirmou que haverá tolerância zero com a boca de urna e anunciou que, no município do Rio, cinco ginásios, entre eles o Maracanãzinho, serão usados para abrigar detidos por propaganda irregular no dia do pleito.

Preocupado com a coação de eleitores, o tribunal reafirma que será proibido levar celular e outros equipamentos eletrônicos para a cabine de votação. A intenção é que, entre os mesários, tenha sempre um homem e uma mulher, para eventuais revistas de eleitores que insistam em portar o aparelho. Cada seção deverá contar com um local onde os celulares serão deixados. O eleitor também está proibido de usar camisetas de apoio a candidatos. Quem vestir a peça será preso por propaganda irregular.
- Está proibido tudo que não seja button , adesivo e bandeira. A manifestação silenciosa tem que ser desta maneira. Fora isso, é propaganda irregular - disse Zveiter, listando os itens permitidos pela lei.

O eleitor que chegar com a camisa de um candidato à seção eleitoral, deverá tirá-la para votar e depois será encaminhado aos locais pré-definidos em cada município para receber os correligionários flagrados fazendo boca de urna. No Rio, além do Maracanãzinho, estarão à disposição da Justiça Eleitoral o Olaria Atlético Clube e o Madureira Esporte Clube, na Zona Norte, o Centro de Treinamento de Judô Brasil Vale Ouro, na Vila Militar, e a Vila Olímpica Oscar Schmidt, em Santa Cruz.

As pessoas detidas por propaganda irregular ficarão nestes locais de abrigamento, como estão sendo chamados, até o fim da votação, às 17h. Para agilizar a autuação daqueles que forem presos por boca de urna, o tribunal montou um esquema. A ideia é que o agente que efetuar a prisão preencha um formulário e coloque ali as informações sobre o crime, o que deverá agilizar o trabalho nas delegacias durante as autuações. Zveiter determinou que os juízes eleitorais se organizem para que a pessoa autuada já saia da delegacia com a data da audiência preliminar sobre o caso marcada.
O policiamento em todo o estado será intensificado a partir da madrugada de domingo, e os agentes já estão instruídos a prender quem fizer propaganda eleitoral, que está proibida a partir das 22h de sábado.

04/10/2012

 

Fontes de Notícias :