SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Petróleo freia expansão da indústria no Rio

O petróleo, quem diria, puxou a indústria fluminense para baixo em 2010. Na expansão de 8,4% do setor no ano passado, segundo o IBGE, a extração de óleo e gás caiu 3,3%. O resultado geral positivo tem a ver com o crescimento de 11,8% da indústria de transformação. O comportamento é exatamente o oposto do 2009 de crise. Naquele ano, o petróleo cresceu 10,5%, compensando a queda de 7,3% do restante da indústria.

Na média, o setor caiu, 8%. "Os números de 2010 têm muito de efeito base. O petróleo perdeu fôlego. Só teve desempenho positivo no 1º bimestre. O resto da indústria cresceu sobre a base deprimida do ano de crise", analisa André Macedo, do IBGE. A extração de petróleo é a principal indústria do Rio. Pesa sozinha 20%. O refino agrega mais 12%.

11/02/2011 – COLUNA NEGÓCIOS & CIA
 

 

Fontes de Notícias :