SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Nome aos bois

Em audiência na Assembleia, os secretários de Planejamento, Sérgio Ruy, e de Fazenda, Renato Villela, fizeram a lista do que terá que ser cortado com a perda dos royalties.
Se o texto aprovado no Senado for sancionado pela presidente Dilma, o Rio perde R$ 2 bilhões, só em 2012.
Também seriam interrompidas a contratação e a formação de novos policiais militares - e, consequentemente, a instalação de futuras UPPs. Segundo os moços, serão suspensas a construção de novas linhas do Metrô e paralisada a reforma do Maracanã.
A contratação de nove mil servidores por concurso público - prevista no orçamento de 2012 - ficaria no papel.
Os fluminenses também dariam adeus à ampliação da Via Light, assim como à construção do Arco Metropolitano.

Cobertor curto
Para piorar, os royalties abastecem grande parte do RioPrevidência, que paga os aposentados do estado.
Em 2009, dos R$ 4,8 bilhões que o Rio recebeu em royalties, R$ 2,5 bilhões foram destinados ao Rio Previdência.
Em 2010, de R$ 6,4 bilhões recebidos, R$ 3,6 bilhões ajudaram a pagar as aposentadorias e pensões. Para cobrir tamanho rombo, é claro, o governo vai ser obrigado a tirar dinheiro de outras áreas.
 

COLUNA BERENICE SEARA – 29/10/2011
 

Fontes de Notícias :