SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

'Morreu um brasileiro que honrou a pátria', lamenta Sérgio Cabral

Governador decreta luto oficial de uma semana no estado do Rio

O governador Sérgio Cabral divulgou nota na tarde desta terça-feira lamentando a morte do ex-vice-presidente José Alencar e decretando luto oficial de uma semana no estado do Rio.
No texto, Cabral destaca que o legado mais importante deixado por Alencar foi o amor pelo Brasil, num exemplo de vida marcado por uma trajetória de luta, trabalho e bom humor. Pelo Twitter, o governador ressaltou o luto.

"O Brasil está de luto. Morreu um brasileiro que honrou a pátria. José Alencar e o presidente Lula provaram a força do Capital e do Trabalho unidos pela prosperidade do seu povo. E José Alencar deu uma outra lição: amor à vida!!", disse Cabral.

Leia abaixo a íntegra da nota:
"O legado mais importante que José Alencar deixa é o seu amor pelo Brasil. Como um homem pobre que se emancipou menor de idade para ir trabalhar, criou uma multinacional brasileira e se tornou um empresário de sucesso que conquistou riqueza, distribuiu renda, gerou milhares de empregos, e chegou à Vice-Presidência da República.
Alencar uniu, com o presidente Lula, o Capital e o Trabalho, algo que nunca tinha acontecido no Brasil. E deu uma lição de amor pela vida e de bom humor. Os meus sentimentos à Dona Mariza, seus filhos, seus netos e a toda a sua família. Eles têm muito do que se orgulhar, como todos nós também, porque temos um grande exemplo de brasileiro que foi José Alencar. Em sua memória, decreto luto oficial de uma semana no Estado do Rio de Janeiro."

José Alencar morre aos 79 anos
O ex-vice-presidente da República José Alencar morreu em São Paulo às 14h41 desta terça-feira. Ele tinha 79 anos e lutava há 14 contra o câncer. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos em decorrência da doença. Alencar estava internado desde segunda-feira na UTI do Hospital Sírio Libanês em São Paulo, em estado crítico com quadro de oclusão intestinal e peritonite.
Ao longo do dia, sua pressão arterial chegou a níveis muito baixos, o que impedia a realização de uma intervenção cirúrgica. O ex-vice-presidente deixa esposa, Mariza Gomes da Silva, três filhos, Josué, Maria da Graça e Patrícia, netos e bisnetos.

30/03/2011

 

 

 

 

Fontes de Notícias :