SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Gabeira fica no partido de olho nas eleições

Ex-deputado do Rio diz que movimento de Marina terá que definir se vai virar uma legenda

Principal liderança do PV no Rio, o ex-deputado federal Fernando Gabeira participou, por videoconferência, do evento de ontem protagonizado por Marina Silva, em São Paulo. Mas o verde, que juntamente com o deputado federal Alfredo Sirkis (RJ) ajudou a fundar o partido em 1986, não deve deixar a legenda:

- O movimento que surge hoje é muito importante porque representa uma resposta a um problema fundamental dos últimos anos, que é o de aproximar a sociedade dos grandes temas, fazer com que exista a possibilidade de participação política para pessoas que querem atuar de uma forma digna e ética - disse ele.
Gabeira, de acordo com o deputado Sirkis, não irá se desfiliar do PV, mesmo estando sem mandato, porque pode disputar as eleições para a prefeitura do Rio e precisa da legenda.

O ex-deputado afirmou que o movimento lançado ontem terá que definir no futuro se dará origem a um novo partido.

- Vamos olhar os partidos com as suas limitações ou vamos tentar criar um novo partido. Acho uma questão fundamental para nós tentarmos definir lá na frente - disse Gabeira, que no ano passado foi candidato a governador do Rio.

Gabeira considera que as legendas atuais estão "desgastadas", mas lembrou que em determinados momentos "é importante atuar nas instituições, resolver as questões no Parlamento". Ele também diz acreditar que os partidos já existentes podem fazer o caminho inverso e aderir aos preceitos do movimento que está sendo criado.

Apesar de não ter anunciado a sua saída, Gabeira encerrou o seu rápido discurso pelo Skype deixando claro a solidariedade a Marina:

- Um grande sucesso, e contem comigo.

Além de Sirkis, apenas mais um integrante da bancada federal do PV compareceu ao evento: o deputado federal Dr. Aluízio, da bancada do Rio. Ele não deve, porém, se afastar da legenda porque também pretende disputar as eleições para a prefeitura de Magé. Dos outros 13 integrantes da bancada verde, 12 vão ficar no partido. Um deles, o deputado federal Guilherme Mussi (SP), já havia anunciado antes do agravamento da crise interna, que iria se transferir para o PSD, o novo partido que está sendo criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.
Marina disse que o movimento conta com verdes que continuarão no PV de forma crítica.
- Espero que estejamos todos juntos no futuro - disse Marina.
 

08/07/2011

Fontes de Notícias :