SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Dez Estados poderão contrair mais dívidas

Dez Estados foram autorizados ontem pelo governo federal a ampliar os seus limites de endividamento no total de R$ 15,7 bilhões. A autorização se deu com a assinatura de termo de compromisso para ampliação de crédito fiscal em solenidade no Palácio do Planalto, com a presença da presidente Dilma Rousseff e dos dez governadores. A avaliação do Ministério da Fazenda é de que esses Estados possuem "espaço fiscal" para contrair novas dívidas, pois, nos últimos anos, fizeram o ajuste necessário em suas contas.

Com a autorização, os dez Estados (Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rondônia e Sergipe) poderão solicitar empréstimos ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ao Banco Mundial, ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e outros organismos multilaterais internacionais.

Os recursos serão utilizados em projetos de infraestrutura, mobilidade urbana e saneamento básico, entre outros, disse. Ele explicou que esses empréstimos terão também um papel na política econômica anticíclica, que está sendo executada pelo governo brasileiro, destinada a reduzir o desaquecimento da atividade provocado pela crise financeira internacional. Nos próximos meses outros Estados serão autorizados a ampliar os limites de endividamento.

O Ceará é o Estado que terá a maior ampliação do limite de endividamento, podendo contrair dívidas de R$ 3,8 bilhões Em segundo lugar ficou Pernambuco, com R$ 2,7 bilhões.
 

28/10/2011

Fontes de Notícias :