SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Salvo nos últimos minutos

Mal deu tempo de Governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) comemorar, enfim, a aprovação do plano de recuperação fiscal dos estados endividados.

O moço que estava em Brasília para acompanhar votação do projeto - como aliás, tem feito nos últimos meses - abriu a porta do plenário do Senado e deu de cara com uma multidão de jornalistas. Deu entrevistas, agradeceu a votação e partiu.                        

Deu alguns passos, quando ouviu a introdução do plantão do "Jornal Nacional". Era a notícia sobre a delação dos irmãos Batista, com as acusações a presidente Michel Temer (PMDB) e ao Senador Aécio Neves (PSDB).

Tivesse famosa musiquinha tocado 20 minutos antes, o Rio não veria o tão ansiado pacote aprovado - e a esperança de pôr as contas em dia iria para o brejo.                  

Nova luta

Ontem, o governador passou amanhã ao telefone. Falou várias vezes com presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).

Pedia que convencesse Temer a sancionar logo o projeto - antes que o presidente decidisse renunciar, ou sofresse um impeachment, ou fosse cassado, ou qualquer coisa que o valha!                       

Próximos passos

A Assembléia agora terá que chancelar o acordo aprovado no Congresso, a ser ainda sancionado pelo presidente Michel Temer (PMDB) implementado pelo Governo Federal.

Para que tudo entre nos eixos, os deputados estaduais precisarão ainda aprovar o tal aumento da contribuição previdenciária dos inativos e pensionistas - de 11% para 14%                       

A exigência não consta no texto aprovado na Câmara e no Senado, mas estará, certamente, entre as imposições do Ministério da Fazenda para a renegociação da dívida.                       

Boa notícia

Por outro lado, o estado desistiu de enviar à Alerj p projeto que estabelecia uma cota extra compulsória de 8% por três anos - que estava prevista no ano passado, mas que os deputados já haviam avisado que não aprovariam.

COLUNA BERENICE SEARA

Fontes de Notícias :