SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Queda do sistema de dados do Proderj não ameaça pagamento dos servidores estaduais

A queda do processamento de dados do computado principal do Centro de Tecnologia do Estado do Rio (Proderj) não ameaça o pagamento da folha salarial dos servidores estaduais. De acordo com a secretaria de Fazenda e Planejamento, a execução da folha é “feita pelo Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH-RJ) e, portanto, não há relação com a queda do sistema do Proderj”. Lembrando que o processamento inclui os funcionários ativos, aposentados e pensionistas do Executivo estadual.

O Proderj reforçou o posicionamento passado pela Fazenda estadual. Segundo a autarquia, desde meados de 2017, o SIGRH-RJ foi criado e tem sido operado pelos técnicos da Fazenda. Antes, porém, a elaboração da folha de pagamento era feita pelo centro de tecnologia. Tanto é que, nos meses em que os salários foram pagos com atraso, o Estado priorizou os depósitos dos vencimentos dos funcionários ativos do Proderj, diante da importância das funções desempenhadas.

Nesta terça-feira, por sinal, o Proderj prorrogou, mais uma vez, o prazo para restabelecer os serviços de dados no Estado, após não conseguir cumprir a promessa de colocar em funcionamento as operações de dados ao longo do dia. A nova previsão é de que todos os sistemas sejam recolocados no ar na próxima quinta-feira, dia 5 de julho. Lembrando que serviços como o pagamento da dívida ativa, da taxa de incêndio anual e o registro de veículos roubados e furtados seguem fora do ar.

Quanto ao salário de junho dos servidores estaduais, o vencimento tem prazo para ser depositado até o dia 13 de julho. O governo do Estado ainda não indicou se ele será pago em dia a todos os funcionários.

Fontes de Notícias :