SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Quando dinheiro entrar, governo garante pagar

Expectativa é de que logo nos primeiros dias entre a última parcela do empréstimo, de R$ 900 milhões

O ano já começa com expectativa de pagamento para o funcionalismo público estadual. Após amargar um 2017 com atrasos de salários, sem décimo terceiro e outras verbas, como o RAS, no caso da Segurança, o fluxo de caixa do governo do estado será seguido bem de perto pelo funcionalismo. A expectativa é de que logo nos primeiros dias entre a última parcela do empréstimo, de R$ 900 milhões. Com isso o governador Luiz Fernando Pezão se comprometeu a pagar os salários mensais. O décimo terceiro de 2017 será pago, segundo Pezão, com a antecipação de receitas sobre os royalties do petróleo.

"Nós temos R$ 900 milhões para receber desse empréstimo de R$ 2,9 mil, que tem um prazo de 60 dias, e nós estamos diminuindo esse prazo para dentro de janeiro. Quando entrar esses recursos, nós vamos colocar os salários em dia", informou Pezão.

De acordo com o governador, a outra operação para colocar o décimo terceiro de 2017 começa a ser feita a partir desse mês, que é a securitização dos royalties do petróleo e da dívida.

Essas duas operações devem render cerca de R$ 1 bilhão (royalties) e R$ 3,6 bilhões (securitização da dívida), segundo estimativa feita pelo economista e professor da UFRJ, Mauro Osório, que também é especialista em contas públicas. "O montante que deve entrar neste início do ano dá para pagar mais de uma folha de pagamento", avalia.

Fontes de Notícias :