SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

PSL de Bolsonaro presidirá maior número de comissões da Alerj

Partido com mais deputados da atual legislatura, com 12 eleitos, o PSL de Jair Bolsonaro deverá abocanhar seis comissões na Assembleia Legislativa. Até mesmo parlamentares que torceram o nariz para o presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), e votaram contra o petista na eleição de sábado, procuraram o presidente da Casa e serão contemplados. Entre eles, Márcio Gualberto (PSL), que presidirá a Comissão de Indicação Legislativa, e Renato Zaca (PSL), que comandará a Comissão de Defesa dos Animais.

Integrantes do PSL que apoiaram Ceciliano, obviamente, também estão na lista de beneficiados: Rodrigo Amorim presidirá a Comissão de Orçamento; Gustavo Schmidt, a de Saneamento; Gil Vianna, a da Pessoa com Deficiência. O partido pleiteia, ainda, que Marcelo do Seu Dino fique com a de Emendas Constitucionais e Vetos.

Já Alexandre Knoploch, que não presidirá comissões, será integrante dos grupos de Transportes, de Ciência e Tecnologia, e da poderosa Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O PSL não levará, porém, a cobiçada Comissão de Segurança Pública, que ficará com Delegado Carlos Augusto (PSD).

A reunião da bancada do PSL com Ceciliano foi marcada por troca de gentilezas. Gil Vianna falou em "harmonizar" o ambiente da Casa. Já Ceciliano perguntou a Alana Passos (PSL) se ela estava empolgada para disputar a eleição para a Prefeitura de Queimados. No que a deputada, muito ligada ao vereador Carlos Bolsonaro, respondeu: "Tenho planos maiores".

Fontes de Notícias :