SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Paes e Witzel prometem fim do ICMS antecipado

Os dois candidatos ao governo do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM) e Wilson Witzel (PSC), prometem adotar medidas para impulsionar o setor de eventos. Entre elas estão o fim da cobrança antecipada do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de expositores que vêm de fora do estado participar de feiras em que vão comercializar seus produtos e a criação de plataformas digitais unificadas para licenciar eventos.

Reportagem do GLOBO publicada esta semana mostra que o setor de feiras no Rio vem perdendo competitividade frente a outros estados do país em consequência a dois gargalos principais , afirmam empresas e entidades do segmento. Um deles é a cobrança antecipada do ICMS; o outro, a burocracia para licenciar e realizar um evento. 

Com redes hoteleiras e de espaços para eventos renovadas e ampliadas, após Copa do Mundo e Olimpíada, o Rio perde competitividade também por causa da crise fiscal do estado, que retraiu a demanda. Além disso, o aumento da violência encareceu o custo de frete, seguros e logísticas no estado.

Milena Palumbo, diretora regional da multinacional GL events, afirma que o Riocentro poderia receber entre 15% e 20% mais feiras em que há venda de produtos caso o ICMS fosse cobrado sobre o que é efetivamente comercializado no estande. 

10/10/2018

Fontes de Notícias :