SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Governo do Rio não conta com antecipação do salário de janeiro dos servidores públicos

É pouco provável que o Estado do Rio antecipe o salário de janeiro dos cerca de 450 mil servidores ativos, aposentados e pensionistas nos próximos dias. A previsão, segundo integrantes do governo, é de que o pagamento aconteça somente em 14 de fevereiro, décimo dia útil do mês, sem qualquer tipo de antecipação. Apesar da boa arrecadação neste início de ano com a receita gerada por impostos, o governo terá que lidar com o aumento de folha gerado pelos reajustes que serão pagos a policiais militares e civis, bombeiros e agentes penitenciários ativos e aposentados.

Um dos pontos que jogou contra uma possível antecipação recai sobre as mudanças impostas ao pagamento do IPVA no Estado do Rio. Há dois anos, os proprietários interessados em retirar o licenciamento anual dos seus veículos eram obrigados a quitar o imposto e multas pendentes. Essa necessidade não existe atualmente após leis aprovadas pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Para se ter uma ideia, a arrecadação com o imposto caiu de 2017 para 2018. O cenário de queda deve se repetir neste ano.

Outro ponto que pesa sobre o cofre do Estado é a aplicação do novo teto constitucional em função do aumento concedido aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A secretaria da Casa Civil e Governança ainda faz as contas sobre o impacto gerado no mês de janeiro e quantos servidores serão beneficiados. A primeira folha de 2019 será a primeira de responsabilidade integral do governador Wilson Witzel — o salário de dezembro, pago em 15 de janeiro, foi provisionado, em parte, pela gestão anterior.

Fontes de Notícias :