SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Estado do RJ vende folha de pagamento dos servidores

 A Secretaria de Estado de Fazenda e Planejamento (Sefaz) realizou nesta quarta-feira (9/08), em seu auditório, o pregão presencial para a licitação da folha de pagamento dos cerca de 460 mil servidores ativos, inativos e pensionistas do Estado do Rio de Janeiro. O Banco Bradesco foi habilitado e arrematou a folha pelo lance de R$ 1.317.800.000,00. O lance mínimo determinado no edital era de R$ 1.317.767.421,22. O valor dessa operação deverá entrar no caixa estadual até cinco dias úteis após a assinatura do contrato e será integralmente direcionado ao pagamento dos salários de maio e junho dos servidores.
A homologação do resultado será publicada no Diário Oficial de amanhã, dia 10/08. Depois da homologação, será assinado o contrato. A folha de pagamento do Estado é de R$ 2,2 bilhões brutos e o Bradesco prestará o serviço por mais 60 meses, a partir do dia 1º de janeiro de 2018.

O Bradesco será responsável pela prestação de serviços bancários, incluindo o processamento da folha de salário dos servidores ativos, inativos e pensionistas das Administrações Direta e Indireta do Poder Executivo, arrecadação de tributos e pagamentos de fornecedores. Hoje, o Estado do Rio de Janeiro tem 461.027 vínculos, sendo 212.158 ativos, 157.297 aposentados e 91.572 pensionistas.
O secretário de Estado da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, Christino Áureo, ressaltou que a venda da folha faz parte de um conjunto de medidas que vem sendo tomadas pelo governo estadual para aumentar as receitas e que não dependem da homologação do Regime de Recuperação Fiscal.

- O governo do Estado tem adotado medidas que independem da homologação da recuperação fiscal. Dentre elas, está a venda da folha de pagamento que, sem dúvida alguma, representa um passo importante que, antes mesmo da concretização do empréstimo previsto no Regime de Recuperação Fiscal, já nos permitirá aliviar a difícil situação em que se encontram os servidores – afirmou o secretário.
- A venda da folha de pagamento é mais um esforço do governo do estado para equacionar o déficit financeiro - completou o secretário de Estado de Fazenda, Gustavo Barbosa.

Bradesco vence leilão e estado espera quitar atrasados a partir 2ª quinzena

O Bradesco continuará administrando a folha de pagamentos do Estado do Rio. No pregão que ocorreu na tarde desta quarta-feira, na Secretaria Estadual de Fazenda, o banco foi a única instituição que apresentou proposta, e, por ser considerado habilitado, ficará então responsável pela folha salarial e crédito de fornecedores por mais cinco anos. Com os recursos, o Estado espera quitar os atrasados a partir da segunda quinzena deste mês.

O lance mínimo era R$1.317.767.421, 22, e a instituição financeira cobriu o valor com a proposta de R$1.317.800.000,00.

Inicialmente, o banco fez uma oferta de apenas R$ 0,78 (78 centavos) acima do lance no mínimo.

Depois, após a comissão de pregoeiros analisar por cerca de uma hora a documentação do Bradesco e considerá-lo habilitado, a instituição decidiu subir o valor do seu lance (em valor R$ 32.578,78 a mais que o lance mínimo estipulado pelo estado).

O contrato é válido por cinco anos a partir de primeiro de janeiro de 2018. Desde 2012, o Bradesco administra a folha de pagamentos do estado.

Com os recursos do leilão, o estado vai pagar os atrasados de maio e de junho, que somam pouco mais de R$ 1 bilhão.

Amanhã, sairá no Diário Oficial a homologação do resultado do pregão pelo ordenador de despesas. A partir disso, o estado fica apto para assinar o contrato.

E a partir da assinatura, os recursos cairão nos cofres fluminenses até cinco dias úteis.

 

Fontes de Notícias :