SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Entidades cobram correção na tabela do IR e alertam que defasagem prejudica pobres

Em audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), nesta sexta-feira (9), os representantes de auditores fiscais alertaram que a falta de reajuste na tabela do Imposto de Renda prejudica a população que ganha menos e a classe média assalariada. Um levantamento do Sindisfisco revela que desde 1996 a defasagem chega a 88,40%, sem qualquer correção nos últimos três anos. Segundo a entidade, a faixa de isenção que vale para quem ganha até R$ 1.903,98 deveria subir para R$ 3.556, 56.

No mesmo sentido, a Fenafisco disse que um trabalhador que ganha até dois salários mínimos paga a metade em impostos. O senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu que o Congresso vote o reajuste da tabela do IR. Os sindicalistas também cobraram o fim de renúncias fiscais e sugeriram o aumento da isenção para gastos com educação e moradia. 

Fontes de Notícias :