SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Consignado: governo diz que processo de contratação de empresa está em fase final

Add To Any

A quatro dias para o fim do mês de março, o governo fluminense ainda não retomou a oferta dos créditos consignados para os cerca de 400 mil servidores ativos, aposentados e pensionistas do Estado do Rio. A previsão divulgada oficialmente era de que o novo sistema ficaria disponível antes de abril. 

Em resposta à coluna, a Secretaria de Estado da Casa Civil informou ontem que o processo (de contratação da nova empresa que ficará responsável pelo serviço) está em fase final.

O funcionalismo, por sua vez, reclama que esse problema já deveria ter sido sanado há mais tempo, principalmente pelo momento delicado imposto pela pandemia da covid-19.

As categorias estão sem acesso a essa modalidade de crédito — que é mais atrativa por ter juros mais baixos e o desconto vir direto em folha — desde maio de 2020.

À época, a empresa encarregada de realizar os lançamentos nos contracheques deixou de prestar o serviço e, após isso, nenhuma outra foi contratada.

Em fevereiro, o secretário da Casa Civil, Nicola Miccione, informou que o procedimento para contratar nova empresa tinha prazo de conclusão previsto para o início de março.

Miccione deu a previsão após ser questionado pelo deputado Luiz Paulo Corrêa (Cidadania) durante audiência na Alerj. No mesmo dia, a pasta informou à coluna que a implantação do novo sistema seria finalizada também no mês de março.

Diante da demora, Luiz Paulo fez mais uma cobrança ao governo, na última quinta-feira, em seu discurso na sessão plenária. Ele lembrou ainda a data indicada pelo secretário: "Diversos pronunciamentos em plenário, telefonemas para o Executivo, todas as formas de pressão fizemos, até pedir, por ofício, ajuda à Defensoria Pública”. “Não há nenhuma justificativa possível para essa demora”, concluiu.

O DIA – COLUNA DO SERVIDOR

Fontes de Notícias :