SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Comissão de Tributação da Alerj convoca MPRJ e pressiona secretário

A decisão da Comissão de Tributação da Alerj de enviar ofício ao Ministério Público solicitando investigação se teria ocorrido espionagem por parte do governo estadual contra os deputados não foi surpresa para o Palácio Guanabara.

Nesta quinta, antes das 9h da manhã, o presidente da Assembleia, André Ceciliano, comunicou ao líder do governo, Marcio Pacheco, a disposição da Casa de convocar para depor o secretário de Desenvolvimento, Lucas Tristão. Pacheco comunicou a Tristão imediatamente.

O secretário disse que receberia com "tranquilidade a possível convocação". No curso do dia, a temperatura aumentou e o clima ficou pesado. De tarde, o colegiado também aprovou a realização de uma reunião conjunta com a Comissão de Segurança Pública para ouvir o secretário. A deputada Renata Souza (PSOL) foi além e defendeu que o governador Wilson Witzel fizesse um pronunciamento para refutar acusações contra Tristão.

"Ele (Witzel) deve vir a público dizer o que está acontecendo, já que o seu secretário se nega a fazer isso. Estes secretários todos são de plena confiança do governador", disse.

O presidente da Comissão, deputado Luiz Paulo, considerou o "assunto gravíssimo, tão grave como a ação de prender um parlamentar. Uma suspeição inaceitável: vários elementos de arapongagem, escuta, infiltração em reunião. Tudo o que a Constituição repele. E mais: ainda que o senhor Tristão tenha dito o que disse como um arroubo intempestivo, mesmo assim é inaceitável".

 

 

Fontes de Notícias :