SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Caso Temer e recuperação do Rio

A renúncia, o impeachment ou a manutenção de Michel Temer (PMDB) à frente da presidência da República após as acusações de anteontem não interfere no projeto de socorro financeiro ao Rio de Janeiro. O texto foi aprovado no Senado quinze minutos antes de as denúncias que abalaram as estruturas do Palácio do Planalto virem a público.

O terceiro parágrafo do artigo 66 da Constituição Federal determina que, concluída a votação e decorrido o prazo de quinze dias, "o silêncio do Presidente da República importará sanção". Ou seja, prazo conta desde ontem. E, mesmo que alguém vem assumir no lugar de Temer, é improvável que vete um projeto aprovado por 56 senadores.

COLUNA INFORME DO DIA

Fontes de Notícias :