SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Confirmados dois concuros em 2009

04/12/2009

Cada seleção vai oferecer 70 vagas. Vencimentos são de R$9.615 mensais

Na cerimônia de posse dos 40 novos fiscais de rendas do esta­do, ocorrida na última quarta­feira, dia 3, o secretário de Fa­zenda do Estado do Rio de Janei­ro, Joaquim Levy, afirmou que dois concursos para o cargo, com oferta de 70 vagas cada, serão realizados em 2009. Um deles está programado para março, enquanto que o segun­do ocorrerá no segundo semes­tre, em mês ainda não definido.

Atualmente, para ser fiscal de rendas é preciso a graduação em qualquer curso superior. Os ven­cimentos iniciais são de R$9.615. "Faremos não um novo concurso, mas dois, com oferta de 70 vagas cada. Um de­les ocorrerá no primeiro trimes­tre de 2009, provavelmente em março, enquanto que o outro acontecerá no segundo semes­tre do próximo ano. O governa­dor Sérgio Cabral está bastante animado e, sobretudo, ansioso, pois realmente precisamos cada vez mais aumentar o quantita­tivo de fiscais. E acredito que 70 vagas tem sido uma oferta mui­to boa, que nos tem possibilita­do aliar reoxigenação com ex­celência na qualidade da forma­ção dos novos servidores", explicou, destacando que as primei­ras reuniões para tratar do novo concurso terão início já em ja­neiro. "Faremos uma pequena pausa nas atividades administra­tivas da secretaria e retomare­mos já no início de 2009, e um dos temas será a realização do novo concurso", explicou.

O secretário considera que o aumento do quantitativo de fis­cais tem contribuído de forma bastante positiva para a melho­ria dos índices de arrecadação tributária no estado. "Eu não te­nho como falar, aqui, em números absolutos, mesmo por­que estamos em uma solenidade. De qualquer forma, o que eu posso afirmar de forma ca­tegórica é que houve, sim, uma significativa melhoria nos ín­dices e mais do que isso, esta­mos verificando que, desde a entrada dos novos fiscais em atividade, a receita do estado está, podemos dizer assim, mais distribuída do que nos anos an­teriores à nossa gestão. É prova de que estamos acertando ao investir na qualidade do nosso pessoal, especialmente no que tange aos fiscais de rendas, car­reira que ficou por longos anos sem concurso algum", disse.

Ainda segundo Joaquim Levy, a secretaria está estudando ma­neiras de retribuir os fiscais de rendas que atingirem melhor desempenho em suas atribui­ções. "Nosso foco está muito voltado para o desempenho dos fiscais, atualmente. Queremos, como vem afirmando de forma brilhante o governador Sérgio Cabral, reforçar a questão do mérito em nossa gestão. Aque­les que obtiverem um bom de­sempenho terão de ser, de algu­ma forma, recompensados, e é nesse sentido que estamos tra­balhando atualmente. O desem­penho é o nosso foco, assim como a excelência na forma­ção", destacou.

Posse
A cerimônia contou ainda com a presença do governador Sérgio Cabral e dos pre­sidentes do Sindicato dos Fiscais de Rendas (Sinfrerj) e da Asso­ciação dos Fiscais de Rendas do estado (Afrerj). Para o presidente do Sinfrerj, Juarez Barcellos de Sá, a realização de um novo concurso para o cargo é "sem­pre bem-vinda".

"Podemos comparar a posse dos novos fiscais a uma trans­fusão de sangue em um pacien­te bastante necessitado. É a mesma lógica. Temos um qua­dro de fiscais ainda significati­vamente envelhecido, mas aos poucos estamos vendo que a secretaria tem procurado rever­ter essa lógica. E vai conseguir, tenho absoluta certeza disso", afirmou.
 

Fontes de Notícias :