SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Campos e Wagner pedem benefícios fiscais para o NE

Em reunião realizada ontem à tarde no Palácio do Planalto, os governadores de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e da Bahia, Jaques Wagner (PT), solicitaram oficialmente à presidente da República, Dilma Rousseff, um pacote de benefícios fiscais que incentive a produção de veículos na Região Nordeste.
No documento, os dois governadores manifestaram preocupação com a desconcentração da indústria automotiva nacional, que já vive um novo ciclo de expansão. De acordo com Campos e Wagner, a definição de uma nova política nacional para o setor, já sinalizada no aumento do IPI sobre carros importados, também deve considerar os desequilíbrios regionais.

"Solicitamos de Vossa Excelência atenção no sentido de dotar a região de mecanismos que possam contribuir decisivamente no desenvolvimento econômico e social, incluindo o setor automotivo", colocaram os governadores. Apesar disso, nenhuma proposta específica foi apresentada à presidente.
A carta mostrava ainda uma tabela com o número de fábricas e a participação de cada região na produção brasileira, hoje concentrada no Sul e Sudeste, com 86,2% do total. O Centro-Oeste aparece em segundo, com 6,9%, seguido pelo Nordeste, com 5,2%. A Região Norte foi mencionada com fatia de 1,7%.
Segundo Campos e Wagner, as unidades instaladas no Nordeste só foram viabilizadas devido à existência de um regime tributário especial para a região. Caso contrário, argumentam, não haveria condições de competição com o Sul e o Sudeste.

Entre suas justificativas, os governadores citaram também os baixos indicadores sociais do Nordeste, mais especificamente da região do semiárido, ainda carente de uma política de desenvolvimento econômico sustentável.

O pedido chega ao Planalto no momento em que os dois governadores vislumbram a criação de polos automotivos em seus Estados. A Bahia, que já abriga a fábrica da Ford, deve receber a unidade da chinesa JAC Motors, enquanto que Pernambuco, que no ano passado conquistou uma planta da Fiat, espera anunciar oficialmente em breve a chegada da Volkswagen.

Durante as negociações com o governo de Pernambuco, executivos da montadora alemã teriam indagado por diversas vezes sobre a possibilidade de reabertura do regime automotivo especial para Norte, Nordeste e Centro-Oeste, encerrado no ano passado. Entretanto, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, vem se mostrando contrário à medida.

28/10/2011

 

Fontes de Notícias :