SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO

ÁREA RESTRITA

|

Ainda há tempo para salvar o título de eleitor

Quem não está em dia com a Justiça Eleitoral têm até 14 de abril para regularizar situação

Levantamento realizado pela Justiça Eleitoral revelou que 1.472.174 brasileiros que não votaram e não justificaram a ausência nas três últimas eleições podem ter o título de eleitor cancelado. Só no Estado do Rio, são 140.339 eleitores nessa situação. Quem está em débito com as obrigações eleitorais tem até o dia 14 de abril para comparecer ao cartório eleitoral com documento de identidade, além de comprovante de residência.

O TSE lembra que, caso o eleitor tenha deixado de votar no primeiro e no segundo turno de uma eleição, serão contadas ausências em duas eleições para efeito do cancelamento. O eleitor que não votou nos dois turnos da eleição de 2010 e também não votou em 2008, portanto, está sujeito a perder o título. Apenas eleições anuladas pela Justiça não serão contadas.

Para o eleitor saber se o título está está em situção irregular, é preciso verificar na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na Internet (www.tse.jus.br). No site, basta acessar a opção “Serviços ao eleitor ” e digitar o número do título de eleitor.

Apenas São Paulo — maior colégio eleitoral do País — tem mais eleitores em risco que o Rio. Ao todo, 350.816 pessoas que votam no estado podem ter o título cancelado. Depois do Rio, está Minas Gerais, com 131.098 eleitores em situação de risco.

A falta que faz
O eleitor que tem o seu título cancelado não tem apenas problemas para votar. Eis algumas das restrições a que estão submetidas as pessoas cujos títulos não estão em situação regular:
Concursos — Sem o título, um candidato aprovado em concurso público não pode tomar posse no cargo.
Documentos — Quem deseja tirar o passaporte precisa apresentar o título de eleitor, assim como as certidões de quitação eleitoral.
Empréstimos — A falta de título também impede que uma pessoa consiga obter empréstimos em instituições financeiras públicas.

Mais de 140 mil eleitores do Rio podem ter título de eleitor cancelado
Mais de 140 mil eleitores do estado do Rio poderão ter seu título de eleitor cancelado por faltar e não justificar a ausência nas últimas três votações eleitorais. Em todo o país, são mais de 1,4 milhões de eleitores na mesma cidadão.

Segundo o Tribunal Eleitoral, são contadas como votação cada turno das eleições, além de eleições suplementares e referendos. O cidadão tem até o dia 14 de abril para justificar sua ausência em qualquer cartório eleitoral.

O cancelamento do título de eleitor pode levar ao impedimento de tirar passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público, participar de concursos públicos, entre outros impedimentos.

O colégio eleitoral com maior quantidade de eleitores em situação irregular é São Paulo com 350.816 pessoas. Os títulos começam a ser cancelados em 2 de maio.

10/02/2011

 

Fontes de Notícias :